Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Verdades Mentirosas

"Não é que eu seja mentiroso, eu não sou é verdadeiro."

Verdades Mentirosas

"Não é que eu seja mentiroso, eu não sou é verdadeiro."

E não é que a RTP acabou com as chamadas de valor acrescentado?

04.01.21, o mentiroso

telefone.jpg

Quando fiquei a saber que a RTP iria acabar com as chamadas de valor acrescentado por momentos pensei que estava a ver um sketch de comédia mas depois de esfregar os olhos percebi que estava enganado e iria mesmo acontecer.

A partir do dia 01 Janeiro de 2021 a RTP passou a restringir a utilização de chamadas de valor acrescentado a programas nas quais a participação do público seja fundamental. Programas como o "Festival da Canção" ou o "The Voice Portugal" continuarão a ter essas chamadas bem como as campanhas de responsabilidade social e humanitária a que a RTP se associe. Mas todas as outras iniciativas semelhantes associadas a a concursos/passatempos com atribuição de prémios deixarão de fazer parte dos programas de entretenimento da RTP.

Ora isto significa que aqueles programas festivos que alternam música pimba com a SUPER-IRRITANTE "promoção do número de telefone" vão-se limitar apenas à música pimba...

Temos um prémio para si, só precisa de ligar o 760 *** *** para se habilitar a ganhar. Não custa nada, só tem mesmo de ligar. E não é caro, imagine é como ir ao café e até gasta menos do que no café. E o dinheiro vai dar jeito; serve para pagar as contas; para comprar prendas para a família; veja bem até pode limpar o seu rabiosque com o dinheiro que está em cartão comprando muito papel higiénico...

Brincadeiras à parte, mas esta "filha da putisse" do número de telefone é das coisas mais deprimentes que já se viu na televisão portuguesa. Pior só mesmo se à promoção do número de telefone estivesse associada uma "Pomba Gira" ou um "Professor Alexandrino".

Finalmente quem deve ter celebrado a mudança são os apresentadores do "entretenimento pimba" da RTP porque acredito que muitos deles estavam à beira de um colapso mental e mais um ano a repetir números de telefone poderia ter resultado numa cena de violência mais memorável do que o eterno "Pontapé do Marco".

E o mentiroso sou eu?